segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Estrelinha-ametista



O Beija-flor é originário das Américas.
Seu bico longo com língua comprida e bifurcada auxilia na sua alimentação, a base de néctar das flores.
Sua plumagem iridescente encanta a todos. Mas é preferível plantar flores que os atraem do que alimentá-los artificialmente em bebedouros,  podendo prejudicar sua saúde.
Uma característica do beija-flor é voltar constantemente nas flores de seu território.
Os beija-flores possuem dedos muito curtos



 Os beija-flores são nectarívoros, mas complementam sua alimentação com insetos.






Ao alimentar-se o beija-flor paira no ar, batendo suas asas horizontalmente em formato de um oito. É o voo de adejamento, possível graças ao formato especial de suas asas com um número maior de rêmiges primárias (penas das asas).

Essas fotos são da fêmea da estrelinha-ametista. 
Nome comum: besouro-zumbidor
Nome científico: Calliphlox amethystina
Família: Trochilidae

Comprimento: O macho é maior do que a fêmea, mede 8,6 cm enquanto ela mede 7,5 cm.

Plumagem: Essa espécie possui dimorfismo sexual. O macho possui um exuberante babador rosa violeta cobrindo a garganta, ventre  branco e a cauda bifurcada. A fêmea possui as cores mais apagadas, com garganta e ventre brancos, cauda curta e tons terra nas laterais do ventre e dorso verde oliva.

Reprodução: Elaboram um ninho em formato oval preso em galhos das árvores, no qual incubam 2 ovos. No período da corte, o macho exibe voos distintos e canto diferente para atrair a fêmea.


Um comentário:

  1. A minúscula estrelinha ametista, Alliphlox amethystina.

    ResponderExcluir