quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Tapicuru

Nome Científico: Phimosus infuscatus (Lichtenstein, 1823)
Tapicuru,  maçarico-do-banhado,  tapicuru-de-cara-pelada, ou maçarico-preto. Eles estão aparecendo muito nessa região, nos locais onde há água.


O longo bico amarelado contrasta com o corpo negro. Como seu próprio nome diz vivem em brejos e áreas alagadas. Seu bico longo é justamente para melhor procurar alimentos (crustáceos, moluscos...) na água.

O casal se encontrava num lago de um restaurante do interior, provavelmente com ninho próximo. Os tapicurus voavam até fios próximos tentando se equilibrar nos mesmos. Muito sociáveis, pois não se assustavam com a proximidade das pessoas.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Tico-tico

Nome Científico: Zonotrichia capensis


O tico-tico é muito conhecido no Brasil, chamado por nomes diferentes conforme a região em que se encontra, como toinho e tiquinho. É muito comum nas cidades. Às vezes confundido com o pardal.

Curiosamente na época da reprodução formam casais, e o macho defende a companheira contra outros machos. O ninho é feito no chão ou próximo ao chão, em árvores ou arbustos baixos.  O tico-tico é vítima de outros pássaros que usam seu ninho para nidificar, como o parasita chopim.  A fêmea põe os ovos no ninho do tico-tico ameaçando os filhotinhos do tico-tico. Os filhotes do chopim são maiores e tem mais chance de sobreviver, ás vezes esmagando os tico-ticos menores.



Repare na faixa do pescoço  de cor vermelho-ferrugínea


Galinhola

Nome Científico:  Gallinula galeata

 Também é chamado de frango-d'água.
 
Vi essa galinhola nadando e imaginei que fosse um pato.
Só percebi tratar-se de um tipo de galinha quando vi seus pés. Descobri que existem em várias partes do planeta e em todo o Brasil, com exceção  da Amazônia e Pantanal.

Gostam de lugares com água, pantanosos, onde fazem seus ninhos e podem se esconder.




quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Quero-quero

Nome Científico:
Vanellus chilensis

O quero-quero é uma ave muito popular habita as planícies de campos abertos ou próximo a rios e lagoas. Encontrado até mesmo nas cidades em campos de futebol e parques abertos. É conhecido como sentinela dos campos. Ave símbolo do Uruguai e do RS. Na região norte e nordeste é conhecido como tetéu.




 Quero-quero tranquilo em um gramado num cruzamento de estradas.
Dependendo da região os quero-queros podem produzir até 3 ninhadas. Mas é na primavera que ocorre a nidificação, três ou quatro ovos em cada ninho. Os ninhos são construidos no chão. Os filhotes são muito bem vigiados pelo grupo. Pequeninhos acompanham os pais e aprendem a se alimentar de insetos e pequenos invertebrados. Em torno de dois meses já começam a voar.
Os adultos possuem um esporão no encontro das asas e podem se tornar agressivos quando ameaçados.
É encontrado em toda a América do Sul, tendo nomes diferentes conforme a região.


quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Pomba-de-bando

Primavera, os pássaros estão nidificando!
Essa pomba fez seu ninho numa pitangueira, em Santa Lúcia do Piaí, em frente a escola municipal Santa Lúcia!
Nome Científico: Zenaida auriculata

Essas pombas  se adaptam bem em centros urbanos. Gostam de áreas abertas, onde são facilmente encontradas. Alimenta-se de grãos. Nidificam na primavera. O casal cuida do ninho, afastando outras pombas de perto.
Os ninhos são feitos de ramos e gravetos feitos em galhos de árvores com copas fechadas. Dois ovos são chocados pelo macho e fêmea por 12 dias. Os filhotes já saem do ninho com 2 semanas de vida.

video