sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Maria-faceira

Essa ave vem avançando além de seu habitat devido ao desmatamento, tanto da Mata Atlântica como os biomas do pantanal e cerrado.

Nome : Maria-faceira
Nome Científico: Syrigma sibilatrix
Família: Ardeidae
comprimento: 58 cm
Plumagem: Face azul-clara, boné cinza, seu bico é bege com ponta preta. Garganta e pescoço são amarelados, o dorso é cinzento.

Alimentação: Nas margens alagadas e barrentas  alimenta-se de anfíbios, pequenos roedores. Nos campos e pastos procura invertebrados, como insetos e minhocas.


Ocorre em campos e pastos, diferentemente de outras garças que sobrevivem da água, essa garça pode ser encontrada em campos e pastos.

 Garça maria-faceira, incomum nessa região. Esta foi encontrada sozinha num brejo na proximidade de um milharal, no interior de Ana Rech, no dia 19 de fevereiro ao meio-dia.










sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Sanhaço-cinzento

Nome Científico: Thraupis sayaca sayaca (Linnaeus, 1766)

Família: Thraupidae

Esse sanhaço é muito comum, principalmente em pomares com árvores frutíferas. É um pássaro adaptado a ambientes urbanos com arborização. 

Seu corpo é azul cinzento com asas mais escuras.

O sanhaço-cinzento costuma frequentar comedouros de aves mas também caça insetos, em pleno voo. 

Constrói seu ninho, em forma de cesto próximo ao solo e também debaixo de telhados. Nele põe 2 ovos, os filhotes são alimentados pelo casal em torno de 20 dias.
Comprimento em torno de 16 cm.





Em época de figos maduros, como agora, fevereiro de 2016, os sanhaços são assíduos frequentadores de pomares na periferia de Caxias do Sul. Defensores do seu território, atacam outros pássaros na disputa pelas frutas.

video

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Tapicuru-de-cara-pelada

Nome Científico: Phimosus infuscatus
Família: Threskiornithidae
Gênero: Phimosus
Comprimento: 54 cm.
Plumagem: plumagem preta com a face e bico mais claro. O bico é comprido e curvo ideal para procurar alimentos em alagados.
Vivem próximos à água.
Reprodução: Casais se isolam no período reprodutivo. Entre 2 a 5 ovos são incubados durante 23 a 24 dias.

Alimentação: Com seu bico comprido forrageiam em solo alagado a procura de crustáceos, folhas, sementes e pequenos invertebrados.

  
Foto tirada no inicio da manhã do dia 05 de fevereiro no interior de Ana Rech

Essas aves estão se tornando comum nessa região. Acompanhamos a instalação de um casal de tapicurus numa propriedade próxima à estrada a beira de um açude. O ninho foi feito num arbusto às margem do açude. Ovos foram chocados durante a primavera e 4 filhotes foram desovados. Hoje observamos a família grande, às vezes estão todos enfileirados num fio baixo, na extensão da margem do açude.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Saracura-do-mato

Nome CientíficoAramides saracura
Aves muito ariscas, são ouvidas de manhã e a tardinha, vivem próximos à água. 
Plumagem: Azul acinzentado no ventre. Bico amarelado. O dorso é de cor ferrugem, com uma pequena cauda escura. Essas aves vivem próximas a rios, banhados e lagoas, difíceis de serem avistadas.
Alimentação: insetos, brotos e  desovas de anfíbios.
Comprimento: em torno de 35 cm.
No dia 05 de fevereiro encontrei essa saracura alimentando-se no comedouro de aves.
RPPN Santa Bárbara - Ana Rech - Caxias do Sul -RS



 Repare a íris vermelha e a pupila preta do olho.
 Pernas longas avermelhadas

Essa ave de pernas longas cisca no chão onde encontra alimentos como invertebrados e brotos.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Periquitão-maracanã


Nome: Periquitão-maracanã, aratinga-de-bando e maritaca
Nome Científico: Psittacara leucophthalmus
Família: Psittacidae
Local: Ibiúna - SP

                                            

Diversas espécies da família dos psitacídeos, semelhantes a papagaios menores, são chamados genericamente de maritacas aqui nesta região de Ibiúna. 
Plumagem: O periquitão-maracanã tem plumagem verde, possui algumas penas vermelhas próximas a cabeça e na borda das asas. Uma das características é o branco ao redor do olho. O bico é claro e os pés são cinzas. 
Comprimento: 32 cm. 
De manhã e a tardinha aparecem em bandos pela floresta fazendo grande alarido. Pousam no alto das árvores, principalmente as que tem frutos.
Alimentação: frutos e sementes.

Reprodução: Ninhos adaptados em ocos de árvores, mas também em locais camuflados nas construções humanas, podendo causar estragos pois costumam roer fios de luz, causando curto-circuitos.



Aves muito atentas, percebem quando estão sendo observadas.

video


 Observação: Encontrei no Portal do Professor o projeto "PERIQUITO, MARITACA E PAPAGAIO: SUAS SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS" direcionado à Educação Infantil relacionado ao tema "Seres Vivos" com o objetivo de diferenciar essas espécies, valorizando as aves e o ecossistema. O projeto finaliza com uma apresentação teatral. 

Confira: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=18791