segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Suiriri - vídeo

Nome Científico: Tyrannys melancholicus 
Família: Tyrannidae

Vídeo realizado dia 18 de outubro cedinho. Ao fundo percebe-se um grimpeiro saltitando sobre os galhos da araucária.

video

Ave insetívora, alimenta-se de insetos que captura em voo.  Fica de olho nos insetos e avança para capturá-los. Ás vezes estão aos pares, ou sozinhos. Vocalizam chamando a atenção. Essas aves são avistadas em setembro em diante.

Asa-branca

Nome Científico: Columba picazuro

 Essa pomba foi fotografada próxima a represa do Faxinal. É a  maior pomba brasileira, tem 35 cm. Ficou bastante tempo no galho o que possibilitou a observação.  São granívoras, isto é, alimentam-se de sementes e pequenos frutos.
Observada à tardinha no dia 18 de outubro em Caxias do Sul - Barragem Faxinal

Veja mais em:

Tucano-de-bico-verde - Vídeo

Primavera, aves nidificando. Os tucanos apavoram a mata a procura de ninhos descuidados!


video
Nome Científico: Ramphastos dicolorus
Família: Ramphastidae

 Ave da Mata Atlântica, do litoral à serra. Extinto nas áreas desmatadas. Na região serrana do RS é encontrado em bandos. Habita a copa das florestas, encontrado no interior da mata e bordas.
Em Caxias do Sul está adaptado a ambientes urbanos,  podem ser visto em bandos  em Ana Rech, à tardinha ou de manhã cedo, principalmente na vila dos Pinheiros.

Veja mais em:

http://explorandoaves.blogspot.com.br/2014/09/tucano-de-bico-verde.htmlhttp://explorandoaves.blogspot.com.br/2014/09/tucano-de-bico-verde.html

Trinca-ferro - vídeo

Trinca-ferro


Nome CientíficoSaltador similis (Orbigny & Lfresnaye, 1837)
Família: Thraupidae
Comprimento: 22 cm
Plumagem:  Plumagem olivácea.Garganta branca, asas verde oliva, cauda e laterais da cabeça acinzentados. Listra branca sobre os olhos.Seu nome provém do seu bico forte.
Alimentação:alimenta-se de sementes, frutos, folhas e flores.
Reprodução: Vivem em casais, constroem um ninho onde incubam de 2 a 3 ovos.  

Ocorrência: Vivem nas matas, encontrados  no nordeste, centro e sul do Brasil.

video

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Azulinho

Azulinho
Nome Científico:  Cyanoloxia glaucocaerulea
O macho é azul, asas e cauda são mais escuras. O bico é escuro e grosso. As fêmeas e filhotes são pardacentos. É um pássaro cantador, canta tanto de dia como de noite.
Comprimento: 14 cm
O azulinho raramente busca alimento no tratador, território dos trinca-ferros, tiês, tico-tico e canários
Nessas fotos o azulinho alimenta-se de milho moído

Reprodução: A época da nidificação é entre setembro e fevereiro, onde incuba de 2 a 3 ovos, com mais de uma ninhada por temporada.
Ocorrência: encontrado em toda a região leste do Brasil, nas bordas das matas.
Alimentação: sementes, frutas e insetos.

Arapaçu-grande

De manhã cedinho, um som diferente enche a mata. Era um arapaçu. Este arapaçu estava numa fase mais tranquila do que outras vezes que o vi, no inverno, em que escapava rapidamente ao menor sinal de pessoas por perto. Estação da primavera, época de acasalamento e nidificação. Esse pássaro ficou um bom tempo estático, concentrado em vocalizar, intercalando a outro canto, de outra parte,  machos marcando território ou tentando atrair fêmea?

 Nome Científico: Dendrocolaptes platyrostris Spix, 1825   

video

 
Família:
Dendrocolaptidae

Comprimento: 25 a 27  cm

Plumagem: Bico preto, dorso e asas possuem uma coloração marrom-avermelhada, a cauda é mais avermelhada. Cabeça e peito são rajados com pintas escuras sobre tom esbranquiçado. Como outros arapaçus, possuem a  cauda com pontas para ficarem firmes quando alimentando-se nos troncos de árvores.

Alimentação: insetos nos troncos das árvores

Reprodução: Põe seus ovos em ocos em árvores, troncos de árvores mortas etc.

Ocorrência: Encontrado em Goiás, Mato Grosso e do Piauí ao RS.

Há duas subespécies: Dendrocolaptes platyrostris platyrostris e Dendrocolaptes platurostris intemedius.