quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Siriema

Nome científico: Cariama cristata
Família: Cariamidae
 Siriema repousando num galho de pinheiro no pátio de uma escola na encruzilhada de Ana Rech.

Siriema estava sozinha e ficou muitas horas no galho do pinheiro.


Aves da família Cariamidae.
 Aves do serrado brasileiro.
Bico e pernas avermelhados.
 Sua crista é um tufo de penas longas.
 Sua altura média é de 70 cm.


 As Seriemas são aves que preferem estar na terra do que voando.
Nativas da América do sul. Elas alimentam-se de frutas, sementes, insetos e pequenos bichos rasteiros, mas também aceitam milho e pedaços de pão. Andam em casais ou em grupos.
 Voam quando se sentem obrigadas.
 À noite voam no alto das das árvores, onde também constroem seus ninhos.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Picapauzinho-verde-carijó

Canário-da-Terra-Verdadeiro

Canário-da-Terra-Verdadeiro


Nome Científico: Sicalis flaveola
Passeriforme
Família: Thraupidae


Aves granívoras, alimentam-se de sementes e pequenos frutos.



As fêmeas e os jovens  tem cores mais cinzentas, com garganta branca e barriga mais clara. Estrias escuras nas laterais. Os machos adultos são amarelados.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Surucuá Variado

Foto Vera Medeiros


Canto do Surucuá:



http://www.4shared.com/music/r6OMQWH1/P7170188.html




Fotos de Claudia B.Fredo

Canto do Surucuá:

  P7170188.wav

terça-feira, 8 de maio de 2012

TECELÃO


Nome Científico: Cacicus chrysopterus
Família:Icteridae

Pássaro Tecelão, nome devido a sua habilidade de tecer seu ninho. Também como Sargento.





Pássaro negro com uma  faixa amarela nas asas, de grande contraste. Mede em torno de 17 cm.
Outros nomes: Soldado, Japim-Soldado, Melro, Pega e Tecelão. Tem o dom de imitar outros pássaros
.

08/05/12 - 7:30h

 Depois de muito tempo fazendo esse canto esse pássaro voou até a janela, a sua frente. Provavelmente estava fazendo corte ao seu reflexo no vidro!

domingo, 6 de maio de 2012

Curucaca

Ave das Araucárias Com o desmatamento acelerado nas redondezas,as curucacas estão se aproximando. Estas fotos são da frente de nossa casa.

Curucaca
Nome científico:  Theristicus caudatus 

 Aves grandes, presentes em todo o Brasil, altura em torno de 70 cm, pernas alaranjadas e bico alongado e curvo.
vive em campos e na matas ciliares. No sul a curucaca  faz seu ninho nas araucárias. Seu canto é inconfundível, agudo.
 Mas elas estão onde tem equilíbrio ecológico, por isso estão desaparecendo em várias partes do Brasil.




Fotos Vera Medeiros

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Gavião Carijó

Gavião-Carijó
Nome Científico: Rupornis magnirostris
Família: Accipitridae
Comprimento: 30 a 40 cm.
Plumagem: Adultos tem plumagem diferenciada dos mais jovens. Estes possuem coloração carijó mais marrom, parte superior das asas mais escuras.
Alimentação: Ave de rapina, come insetos, pequenos animais, pequenas aves etc..
Reprodução: A fêmea põe 2 ovos incubados durante um mês, sendo alimentada pelo macho durante esse período.
Ocorrência: Encontrado em todo o Brasil. Encontrado em campos, perto da água, bordas de mata e  também em ambientes urbanos.

Accipitridae é uma família das aves de rapina diurnas, como as águias e abutres.
 Esse estava a espreita perto de uma casa, concentrado, ficou bastante tempo no fio de luz.
 Logo a frente vi  uma pata com seus patinhos. Aves carnívoras, preferem vertebrados vivos, como  ratos, cobras, sapos, etc..
 O gavião carijó é uma ave de rapina, o terror dos galinheiros!
Foto - Vera Medeiros
As aves de rapina tem um papel importantíssimo no equilíbrio da fauna, eliminando indivíduos defeituosos e doentes.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Arara-vermelha

Sua cauda longa a identifica  nos ares. Aos bandos, com algazarra estridente sobrevoa as matas. De manhã ou a tardinha, sua algazarra ecoa nas clareiras da floresta. Prefere os troncos secos para fazer seu ninho. Seu bico forte e encurvado é perfeito para comer sementes e frutos. Escolhe um único companheiro para procriar a vida inteira. A arara-azul e a canindé estão em extinção.


Desenho em madeira de Karina Henestrosa (Ponte do Padrinho Nel- Mapiá - Amazonas)

Papagaio

Papagaio Verdadeiro

Amazona aestiva
em torno de 85 cm
peso 400 g

Originário da floresta amazônica, tem a maioria de suas penas verdes com coloração amarelada ou azul. Como as araras, gosta de fazer seu ninho nos troncos velhos. Atinge idade avançada, podendo chegar em torno dos 80 anos.
Papagaio domesticado família ribeirinha no Igarapé Mapiá

Tem a capacidade de imitar palavras. É muito procurado no comércio ilegal. No Amazonas é comum as famílias ribeirinhas terem um de estimação, que fica solto ao redor da casa.
O papagaio escolhe um único parceiro  para reproduzir. No cativeiro pode acontecer do macho não aceitar a fêmea e não acontecer a reprodução. O homem é um dos maiores predadores.

Papagaio domesticado, casa da Md.Rita no Céu do Mapiá - AM

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Bico de Brasa



Nome Científico: Monasa nigrifrons
Família: Bucconidae

Local de observação: Igarapé Mapiá - Amazonas- janeiro

Desenho em madeira da artista Karina  Henestrosa  

Esse pássaro chama a atenção pelo contraste entre seu bico cor de fogo e seu corpo escuro. Aparece aos bandos fazendo algazarra e não se incomoda com as pessoas ao redor, mas é observador, fazendo movimentos com o rabo. Os bandos estavam sempre próximos ao Igarapé.


foto de um exemplar que não se incomodou com a aproximação

Para ouvir seu canto: